Notícias

10 05 Noticia PET ImpactoClimaticoDesde o primeiro relatório de avaliação do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas (PBMC), concluído em 2016, seus autores já chamavam atenção para o aumento na frequência e intensidade de eventos climáticos extremos nas regiões Sul e Sudeste do Brasil. Fato que exige planos de adaptação nas cidades, como explica a professora Andrea Santos, do Programa de Engenharia de Transportes da Coppe/UFRJ, e também secretária executiva do PBMC.

Andrea foi coordenadora e também uma das autoras do estudo AdaptaVias, realizado para o Ministério dos Transportes, em 2022, com o objetivo de identificar os impactos e riscos climáticos sobre a infraestrutura terrestre. O estudo dará subsídios para tomadas de decisão para a adaptação aos impactos causados pela mudança do clima. Dentre os principais impactos, Andrea destaca risco a alagamentos e inundações, deslizamento, erosão, altas temperaturas e incêndios e queimadas.

Como alerta a professora da Coppe, um exemplo atual é a tragédia no Rio Grande do Sul, que já causou a morte de quase 100 pessoas até a manhã desta quarta-feira, dia 8 de maio, além de mais de uma centena de desaparecidos e mais de 200 mil pessoas que estão fora de suas residências. Cidades e bairros inteiros submersos, aeroportos fechados, estradas interrompidas, estações de tratamento de água inoperantes demonstram o tamanho do desafio em recuperar de forma rápida toda a infraestrutura danificada. “Muitas pontes colapsaram e há bloqueios totais e parciais em cerca de 100 trechos de mais de 41 estradas do estado, o que impede o transporte terrestre, incluindo o acesso para resgate e ajuda humanitária”.

Para mitigar tais consequências, o estudo recomenda melhoria do planejamento espacial integrado, em relação aos alinhamentos de rodovias e ferrovias, para garantir que os ecossistemas críticos adjacentes, que servem como amortecedores contra inundações, erosões, aumentos de temperaturas, entre outros, sejam mantidos e protegidos. Isso pode ser feito, por exemplo, por meio da chamada Adaptação Baseada em Ecossistemas (AbE), conforme explica a professora da Coppe.

Clique AQUI para conhecer o estudo!  

09 05 PET Prof. Glaydston Ribeiro NoticiaO Programa de Engenharia de Transportes (PET) da Coppe/UFRJ promove, dia 15 de maio, um workshop sobre o impacto da pandemia Covid-19 no padrão de deslocamento na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. O evento reunirá secretários de diferentes municípios do Rio de Janeiro e contará com a participação do secretário estadual de transportes do Espírito Santo que trará o exemplo do transporte público na Grande Vitória, cujo atual modelo de gestão é tido como referência por especialistas da área. O workshop será realizado, das 9 horas às 13 horas, no Auditório Ruy Barreto da Associação Comercial do Rio de Janeiro, na Rua Candelária, nº 9, 12º andar, Centro. Os interessados devem fazer a inscrição AQUI!

Fonte: COPPE UFRJ

comunicado prova de inglês PETConforme o Edital UFRJ/COPPE/PET N°1524/2023, a prova de inglês poderá ser subtituida pela comprovação da proeficiência na língua inglesa, os alunos que não apresentaram tal comprovante válido deverão realizar a prova de inglês no dia 10/05/2024.

Verifique AQUI a análise dos documetos.

 

09 05 PET Diretora da Coppe participa NoticiaA diretora da Coppe/UFRJ, professora Suzana Kahn, participa no dia 16 de maio, a partir das 9h30, da série “G20 no Brasil”, promovida pela Editora Globo. O tema desta edição será “Como preparar as cidades para os desafios climáticos e a promoção do bem-estar dos cidadãos”.

A diretora da Coppe estará no Painel 2, no qual será abordado “Cidades Inteligentes e desenvolvimento: como entregar o futuro aos cidadãos”, com mediação do editor da editoria Rio do jornal O Globo, Rafael Galdo. O evento será realizado no auditório da Editora Globo, na Rua Marquês de Pombal, 25, Centro, RJ. Os interessados em participar devem se inscrever acessando o site do evento.

Clique AQUI e acesse o site do Evento!

Fonte: COPPE UFRJ 

03 05 PET Valorização profissional NoticiaA Inspetoria de Niterói do Crea-RJ foi palco para o lançamento oficial do livro “Diretrizes de Logística Urbana para as Cidades Brasileiras: Fundamentos e Proposições”, do professor da Escola de Engenharia da Universidade Federal Fluminense (UFF), engenheiro eletricista Antônio Carlos Sá de Gusmão.

O evento ocorreu no dia 25 de abril e contou com a presença de professores e alunos da universidade, e também de outros profissionais da área. A tarde de autógrafos, além de prestigiar o autor, foi uma oportunidade para conversar sobre a operação logística de carga urbana, que deve ser considerada uma questão de relevância no planejamento das cidades.

Segundo a Editora Dialética, responsável pela publicação do livro, a pesquisa é relevante para a área de logística e oferece soluções concretas para os desafios enfrentados nos centros urbanos brasileiros, pois aborda de forma clara e embasada as diretrizes de carga urbana, considerando aspectos como sustentabilidade e eficiência.

Fonte: Crea-RJ

Topo